sexta-feira, 1 de maio de 2009

...DO BRASIL!!!

(na chuva...)Hoje é o dia que marca os quinze anos da morte de Ayrton Senna. Piloto polêmico que possui fãs em todo mundo, até hoje seu estilo desperta reações de ódio e paixão. Sua morte em São Marino em 1994, deixou, sem dúvida nenhuma, as manhãs de domingo mais tristes. A partir deste mês, começam as filmagens de documentário dirigido pelo britânico Asif Kapadia sobre a carreira deste que é considerado por muitos como o melhor piloto de todos os tempos.
(Reprodução)

16 comentários:

Anônimo disse...

Naquela manhã estava ouvindo a JovemPan e senti pelo tom do narrador(desculpe não me lembro o nome) que o acidente havia sido grave. Pouco depois... todos sabem.
Há de se conferir o trabalho do Asif porque a responsa é grande!!!

Paulo Aidar disse...

Esse dia é duro de esquecer...

jonny disse...

Estava correndo no Ibirapuera, com meu brother e vizinho Marcio, de MD27 sound e design, que hj é assistente do Tony Kanaan. Ele ouvia a corrida pelos fones de ouvido enquanto corriamos. De repente, no meio de nossa conversa, ele solta:
- Parece q o Senna se f#&** gravemente!!
Voltamos do parque e pelas ruas a impressão que dava é que as pessoas sabiam o que realmente tinha acontecido.
A minha ficha só foi cair 2 dias depois, pois o idiota aqui não parava de chorar, devido a comoção generalizada que a midia insistia em nos lembrar. Peguei minha bike no dia que o corpo chegou em Sampa e fui acompanhar o trajeto da 23 de Maio até o Ibirapuera, pra dar uma salva de palmas pra ele...Foi de f&**%#!!!

Buonanno disse...

Também senti bastante a morte do Senna.

Nesse dia do trajeto pela 23 de maio, foi bem a hora que eu estava indo para o trabalho. No sentido contrário, todo mundo parou e desceu dos carros para bater palmas. Foi emocionante.

Romeu disse...

Lá se vão 15 anos, mas o 1º de Maio de 1994, não sai da cabeça de nenhum de nós, que adoramos as corridas de automóveis.
Preferencias à parte ninguem pode esquecer o quanto Ayrton era competitivo, guerreiro e excelente piloto, o que nos alegrava a cada domingo de corrida.
Eu tambem, no dia do cortejo, larguei meu trabalho para estacionar em uma das pontes sobre a Av. 23 de maio para acompanhar e aplaudir o grande e inesquecível campeão.
Até hoje tocar nesse assunto, é muito emocionante.

Pé de Chumbo disse...

Eu, como sempre, tava assistindo pela TV da sala, e minha mulher, assistindo no quarto...
Na hora da porrada, falei pra ela:-Se não morreu, faltou pouco...(em tom de brincadeira)...
É que lembrei do outro acidente fatal, no treino do sábado posterior, e também daquela voada do Barrichello, exatamente no mesmo lugar.
Quando os socorristas começaram a demorar pra tirá-lo do carro,minha ficha caiu...

Pacheco disse...

Buonnano.
grande idéia vc teve ao resolver enviar uma "chamada" para nós, mais desatentos. Sempre nos oferece a oportunidade de darmos uma olhada na sua página. Mas, voltando ao triste dia, era aniversário do meu filho mais novo, que faria 12 anos naquele dia, estragou a festa. Ontem, fez 27 anos! O tempo passa, mas o Senna deixou orfãos pelo mundo inteiro. Aqui, muito mais! Por isto discordar de vc ao chamá-lo de polêmico, ele foi uma "unanimidade mundial"! Por que polêmico??
Ao anônimo do comentário inicial. O locutor da Jovem Pan era o Milton Neves. Ainda me arrepia ao me lembrar da voz dele ir anunciando, passo a passo, aquilo que seria a agonia do Senna. Até que no começo da tarde anunciou a morte dele.
ab
pacheco

Buonanno disse...

Dr. Pacheco,

há uma quantidade muito grande de pessoas, aqui mesmo no Brasil, que não gostavam ou mesmo odiavam o Senna. Tanto assim, que chamam nós, os fãs dele, de viúvas. Em sua grande maioria são os fãs do Nélson Piquet.

Quintal disse...

Bom gente, num país em que até o Pelé é questionado se foi tudo isso mesmo... porque o Senna não seria??
Até nisso o Brasil é campeão do mundo...que pena! Não temos o hábito de valorizar e preservar nossos ídolos como na Europa, infelizmente.

Pé de Chumbo disse...

Eu gostava dos dois...
Piquet e Senna foram grandes pilotos de F-1, cada um com seu estilo proprio de dirigir e de gerenciar suas vidas. O Senna sempre foi mais marketeiro, o Piquet, mais casca grossa, o que levou a midia a "endeusar" o primeiro.
Mas ambos representaram muito bem o automobilista brasileiro, lá fora.

roberto zullino disse...

Como piloto excelente, mas daí a querer dar valor à filosofias achadas em livrinhos de auto-ajuda e usar o Senna como exemplo é demais. Exemplo de quê?
Piloto é tudo ignorante com primário mal e mal. Quando falam não acrescentam nada.
A morte tem que ser lamentada como todas, apenas isso. E além disso, marketeiro não morre, vira Instituto de ajuda às criancinhas.
"Va a cagare" - by Felipe Massa para o Alonso - A melhor frase de um piloto nos últimos 50 anos.

911 Turbo disse...

Eu vi o caminhão de bombeiro mais FDP de todos os tempos na Ponte Eusébio Matoso...eu era boy interno da Johnson e Johnson,ali do lado....
Foi o pior dia....até hoje.

Speed disse...

Só pelos comentários deste post dá pra perceber que o assunto é polêmico...

Sempre gostei de automobilismo e torci por todos os brasileiros. Recordo ainda hoje das manhãs na casa da minha avó assistindo às corridas do Emerson. Eram simplesmente sensacionaia as disputas entre ele e o outro gênio da época, o Stewart. E sem "velhacarias"!

De tudo que vi, niguém me emocionou mais que o Senna. Com ele, a gente se reunia na casa de um "cristo" para assistir as corridas madrugada a dentro. Quando e ele ganhou o 1º campeonato varamos a noite, tomando vinho e comentando os lances daquela corrida que foi fantástica!

Anos depois, no mesmo Japão, aquele @#$@ do Prost jogou o carro em cima e arrancou o bico da sua McLaren. Pois bem, o que se viu em seguida foi mais um show de pilotagem em que ele foi aos boxes para trocar o bico e retornou para ganhar a corrida (depois roubada pelo !@#!!#$ Balestre)!

Respondam rápido: quantas façanhas parecidas podem contar dos outros pilotos? Qual o piloto que tem uma estátua em Donington Park por causa da volta mágica em que largou em 8º e cruzou na frente na primeira volta? Quem ganhou uma corrida com um carro SEM FREIOS?

Digam o que quizerem, mas contra fatos não há argumentos. Ele foi sim um grande exemplo: de piloto! O Schummy foi o nº 2. Tem quase todos os recordes, menos o de maior porcentagem de voltas na liderança, que ainda é do Senna!

sobrinho II disse...

O seu irmão e o seu sobrinho mais velho te chamavam de viúva do Senna?
E quanto ao Ivan Lendl não ganhar na grama o que vc acha?

Buonanno disse...

NÃO! Eles me respeitavam. hehehe

O Ivan Lendl foi um bom jogador, mas não era tão talentoso como o McEnroe ou o Connors. Ele tinha um tênis mecânico.

Speed disse...

Esses doi aí fizeram jogos fantásticos! Agora, quando juntava Ivan Lendel e Mats Willander...