quinta-feira, 3 de setembro de 2009

MANGIA QUE TI FA BENE!

(UBS)Parece que a melhor maneira de ‘afogar as mágoas’ dos banqueiros em Zurique tem sido descontar na comida italiana. Pressionados por conta das perdas enormes, a necessidade de demitir milhares de funcionários e pela obrigatoriedade de revelar informações sobre clientes acusados de utilizar contas suíças para sonegar impostos, eles têm ocupado durante seis noites por semana as mesas do restaurante Il Giglio procurando pela ‘comfort food’ italiana. Enquanto isso, alguns dos mais sofisticados restaurantes de Zurique freqüentemente se vêem vazios. Vito Giglio, proprietário do restaurante, declarou que não se surpreende com a popularidade da culinária italiana entre os banqueiros e acrescentou: “A culinária italiana é tranqüilizadora como também o é a música de um tenor”. Só faltou ele falar do som maravilhoso dos motores italianos.

(Reprodução - The New York Times)

32 comentários:

thomas disse...

Fala Buonnano!!
A partir de hoje serei o mais novo "comentarista" do seu famoso blog, reforçando a seleção da geração mais nova que o acompanha.
O proprietário do restaurante esqueceu de avisar, meio que de propósito, o quão calórica é a comida italiana. hehehe
Já que os grandes banqueiros têm ganhado umas caloriass a mais do que o comum, poderiam muito bem gastá-las brincando num carro italiano!!!
abraço

Buonanno disse...

Valeu thomas!

Você não imagina como fico feliz em ter você por aqui lendo e comentando. Sinceramente fiquei até emocionado.

Pelo que pude observar, você escreve super bem, o que não é de se estranhar sendo filho de quem é.

Um abração!!!

regi nat rock disse...

Rapaz!.
Despertou o apetite.
Hj vou alterar minha ração alimentar.
Comida é isso mesmo né Bonani?
nomes bonitinhos que se resumem a uma coisa só : ração.

Buonanno disse...

Régis, é verdade.

Não deixam de ser, algumas mais saborosas que outras.

roberto zullino disse...

Não concordo muito que a comida italiana seja calórica. Uma parte é, mas vê-se poucos gordos na Itália. De certa forma se a pessoa segue o ritual de primo, pasta, secondo, insallata di contorno acaba se alimentando de maneira saudável, pois a pasta fica minoritária na combinação.
Aqui as pessoas vão em uma cantina e só comem o macarrão, o que é evidentemente errado do ponto de vista nutricional.
Comi espaguetti sempre com molho vermelho a minha vida inteira, durante certa época todos os dias como um complemento e nunca fui gordo.

Francisco J.Pellegrino disse...

Em homenagem ao post hj comemos fusili...e que se fod... o regime.
Banqueiro suiço reclamar de perda e brincadeira...tio.

Buonanno disse...

Quando era solteiro, a exceção na minha casa era o feijão e arroz que comiamos apenas na segunda- feira. O resto dos dias era spaghetti. hehehe

Delícia!

Buonanno disse...

Chicão,

fizeste muito bem!

Principalmente porque hoje é o dia de comer macarrão mesmo.

JackSpeed disse...

falando em macarrão,estou passando a semana em maceio-AL a trabalho e não é que num shopping aki tem um restaurante que faz um macarrão delicioso,daqueles preparados na hora mas acreditem,gostei tanto que desde a terça so como macarrão no almoço e amanha tem mais,gostei do post,sou fã de comida italiana que claro vai alem da famosa pasta!
PS:legal chegar mais gente nova,aqui no teu blog bonanni podemos postar sem ser xingado por ter uma opinião discodante.abraços.

Buonanno disse...

JackSpeed,

Eu adoro Maceio. Já fui uma vez e quero ver se volto, mas realmente ter boa comida italiana ai é uma surpresa mesmo.

Quanto às opiniões, aqui todo mundo é bem vindo.

Um abraço.

Jackson disse...

ah bonanni so pra te provocar o hotel é na beira mar de pajuçara,hj fez o maior solzão aqui meu caro,pois é bonanni talvez o macarrão nem seja isso tudo mas para quem adora um spaghetti a bolognesa ta bom demais,esse da foto então...

Jackson disse...

Maceió é disparado o litoral mais bonito do nordeste,volta mesmo e se puder conheça pernambuco que é pertinho e principalmente natal,natal é belissima.abraços.

Buonanno disse...

Putz, que inveja! hehehe

Quando estive em Natal jantei todas as noites no Camarões.

Eh, delícia!

roberto zullino disse...

Fusili geralmente é o parafuso, embora eu seja um espagueteiro, como de vez em quando.

O que não como é o verdadeiro fusili, o que não tem nada a ver com o parafuso. É um macarrão tradicional caseiro feito enrolando-se a massa em volta de um arame e ao se puxar o arame fica um buraco. Sei fazer essa merda, na casa de minha avó tinha sempre essa porcaria e quando criança ajudava a fazer. Não sei como alguém pode comer essa gororoba com linguiça calabresa que é a receita tradiconal. Parece que se comeu concreto. Como gosto é uma coisa adquirida nunca me admirei que meu pai e meus tios se deliciassem com a porcaria, eu só comia obrigado.

Não como nenhum macarrão que não seja espaguetti, no máximo uma lasanha, mas essas coisas de capeletti, raviolli, rondelli nem passo perto, os de carne são feitos com Bonzo que é para durar mais.

Massa fesca e massa caseira passo longe, macarrão é de fábrica e de grano duro.

Sou um purista, hahahahahaha.

Buonanno disse...

Eu adoro o fusili com calabresa do Piero ou o do Pátio do Colégio ambos atrás do Pátio do Colégio no Centro.

Não gosto de lasanha e odeio gnochi que, aliás, para mim não é macarrão.

Também prefiro as massas secas sendo o spaghetti o meu preferido.

Minha mãe fazia spaghetti com molho al sugo e bife de filé mignon que eu comia no pão francês. Bons tempos!

JackSpeed disse...

rapaz eu to quase jantando spaguetti de novo.ta dando fome esse papo...

JackSpeed disse...

ei Bonanni,deixa de preguiça e faz um post sobre o Fisichella vai,o novo dono da gloriosa Rossa,que rabo danado dele.

Buonanno disse...

Eu não ouvi nada.

Já está certo que ele correrá no lugar do Badoer?

Francisco J.Pellegrino disse...

Fisico, já deve estar sentado dentro do carro esperando a próxima corrida...parabens ao Fisico, mereceu terminar a carreira de modo glorioso numa Ferrari, creio que será o próximo piloto de testes e o Badoer...bem o BADde doer vai correr nos protótipos.....ou pensionato come se dice in Italia.....kkkk

Buonanno disse...

Tomara!

E, Badoer, vá fa an culo! hahaha

JackSpeed disse...

ih Buonanno,estais por fora cara,vc precisa ver a foto do fisico sentado na rossa,parecia criança,veja a sorte do cara:fez a pole em SPA e depois segundo lugar dando calor no manguaça,sera piloto da Ferrari pelas proximas 5 corridas,estreia na rossa em Monza,sera piloto reserva em 2010!logo ele que disse que corria de graça e dormiria na porta da fabrica,eu gostei,é muito bonito ver alguem realizando um sonho.a foto dele sentado na F60 vestindo o carro diz tudo.

JackSpeed disse...

o BAD deve estar na fila do seguro desemprego o maledetto,bração,com uma rossa em ultimo foi de doer,pedia para sair ragazzo.

Buonanno disse...

BOA!

Gostei dessa notícia.

Valeu!

Speed disse...

Há na Itália concursos de desenho de macarrão. Ganha aquele que conseguir a melhor relação "molho/massa", isto é aquele desenho que consegue segurar melhor o molho. Para cada molho há um desenho ideal, conforme o gosto da pessoa. Eu gosto de uma relação equilibrada, de maneira que prefiro o spaghetti para molhos mais "grudentos" e o "fusilli" (parafuso) para molhos menos densos.
Das massas secas, prefiro as de grano duro industrializadas. Já das massas recheadas, as frescas são muito melhores. Minha sogra faz um capeletti in brodo maravilhoso. Tem que experimentar. Tive o privilégio de comer massa feita em casa na Itália, por autênticas "mammas": fantástico! Visitei várias famílias e fui recebido como um rei em todas elas. Come-se muito bem lá! Em vinte dias engordei 7 quilos. Exegerei, mas não me arrependo. As comidas são razoavelmente calóricas, mas o pessoal é comedido e por isso não engorda muito, mas na média, são "bem nutridos"...

F250GTO disse...

O Spaghetti pra mim é como a FERRARI.
É uma instituição, uma religião, é sagrado.
Apesar de muitas vezes ser "violentado", vitima de receitas elaboradas por quem não sabe nada de macarrão (como deixá-lo mole, passado demais, coisa muito comum).
É o prato mais versatil que existe.
Meio pacote de um bom spaghetti, duas colheres de manteiga ou cuidadosamente regado com um bom azeite extra-virgem, dá pra fazer uma puta festa!!!
Salute!

roberto zullino disse...

Afinal, esse fusili do Páteo do Colégio é parafuso ou o tradicional?
O parafuso é curtinho e o tradicional é longo com buraco no meio, mas é uma merda.

regi nat rock disse...

Quando a minha vó era viva, o capellette que fazia (com galinha vejam só, frango nem pensar) no brodo, ou com um molho, até o Zullino comeria e lamberia os beiços.
Mas um spaghetti no ponto, com muuuuito queijo (de faixa azul (que já não é a mesma coisa) pra cima) não tem coisa melhor.
Isso é o que eu chamo de ração categoria AAA.

Detalhe, Ela tomava/comia o brodo misturando vinho no prato. Dizia que dava o gosto da Italia. Sei lá.

Buonanno disse...

Zullino,

o fusili do Pátio do Colégio é o tradicional com um furo no meio. Não sei quem inventou que o parafuso é fusili.

Régis,

minha mãe também fazia um brodo muito bom. Ultimamente ela fazia com uma massinha de queijo que era sensacional.

roberto zullino disse...

Então não vou lá nem amarrado, sempre detestei e as vezes que comi foi obrigado. Tão logo pude me defender de pais, tios e agregados nunca mais toquei na gororoba. Tem dó, a espessura não é uniforme, ficam partes mais cruas na massa se cozinhar normal ou se cozinhar muito para evitar as partes cruas fica com gosto de minhoca, arghhh.
Coisa de quem não tinha meios de fazer algo melhor e se viravam com arame, não é porque algo é tradicional que é bom. Esse é um desses casos, nem tudo no passado era melhor ou mais bem feito.

roberto zullino disse...

Quem chama parafuso de fusili é a própria barilla e acho que também a divella, está escrito na caixa, vai saber.

O GTO está indo para Serra Negra ver os mesmos carros antigos de sempre e participar do baile de gala onde tem as véias gordas de vestido de lamê prateado ou dourado parecendo panelas de pressão panex.

O coitado vai comer aquela comida mal feita e gordurosa típica da cidade, espaghetti muito cozido, lazanha idem banhando em óleo e batatas engorduradas, fora os bifes feitos pelo sapateiro.

Falei para ele comer só sandubas de queijo o tempo que passar lá.

Buonanno disse...

Zullino,

é isso mesmo! O baile de gala é jogo duro sem falar na orquestra e o "crooner" hahahahahahaha

Você fez muito bem em avisar. Um sanduíche de queijo mata a fome e não faz mal nenhum.

roberto zullino disse...

Aposto que vai aparecer em alguma foto dançando com uma vovó de dourado, o 250 é educadíssimo e não recusa nenhuma dança.
Os organizadores deveriam fazer um baile à fantasia, tipo rock horror show, hahahahaha.
eu çy divirtiu.